Principal executor de casal de jovens desaparecidos em Canoas tem prisão preventiva decretada

Principal executor de casal de jovens desaparecidos em Canoas tem prisão preventiva decretada

Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) já havia detido um cúmplice após a descoberta dos corpos em Nova Santa Rita

Correio do Povo

Inquérito deve ser concluído após chegada dos laudos periciais

publicidade

A Polícia Civil anunciou nesta sexta-feira a prisão preventiva do principal executor dos jovens Leonardo de Souza Xavier, 19 anos, e Thais de Lima Prestes, 24 anos, que estavam desaparecidos desde 13 de maio deste ano em Canoas. Houve o cumprimento da ordem judicial.

A ação foi realizada pelos agentes da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) de Canoas, sob comando do delegado Arthur Reguse. “O caso está esclarecido e encerramos as diligências investigativas”, frisou. “Agora estamos aguardando perícias finais para fechar o inquérito”, acrescentou.

O diretor do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Mario Souza, afirmou que “foi mais um caso de desaparecimento que tornou-se um homicídio, por isso o esclarecimento do caso e a prisão com a maior brevidade possível dos envolvidos, é fundamental para não haver impunidade”.

Um cúmplice do suspeito, de 23 anos, já havia sido preso após a localização dos corpos das vítimas no dia deste mês em uma mata fechada no interior de Nova Santa Rita. “Tem um fundo passional esses homicídios”, declarou o delegado Arthur Reguse na ocasião. Tais teria se envolvido com um criminoso da região e também com Leonardo, o que teria motivado as execuções. O rapaz residia no bairro Mathias Velho, em Canoas. 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895