São Leopoldo era o destino final de drogas apreendidas pela PRF de Santa Catarina

São Leopoldo era o destino final de drogas apreendidas pela PRF de Santa Catarina

Veículo, com placas de Novo Hamburgo, transportava dez pés de maconha e 12 recipientes com skunk

Correio do Povo

Abordagem ocorreu na BR 101, em Tubarão

publicidade

A Polícia Rodoviária Federal de Santa Catarina confirmou na manhã desta sexta-feira que o Rio Grande do Sul seria o destino final dos dez pés de maconha e 12 recipientes com skunk apreendidos na BR 101, em Tubarão. As drogas estavam sendo levadas para São Leopoldo, na região do Vale do Rio dos Sinos.

O flagrante ocorreu na quinta-feira quando um Volkswagen Gol, com placas de Novo Hamburgo, foi abordado na rodovia. O efetivo da PRF encontrou então os pés de maconha e recipientes com skunk no porta-malas do veículo, escondidos dentro de sacos plásticos pretos como forma de proteção e para disfarçar o cheiro característico.

O motorista, de 29 anos, foi preso. O traficante confessou que fazia o próprio cultivo do produto na praia de Garopaba e o venderia em São Leopoldo. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil de Tubarão.

Em outra abordagem também na BR 101, em Tubarão, na noite de quinta-feira, o efetivo da PRF apreendeu cerca de um quilo de maconha em um Volkswagen Fox, com placas da praia gaúcha de Xangri-Lá. A droga estava escondida dentro de um estojo de violão colocado no banco traseiro do veículo. O motorista, de 28 anos, foi preso em flagrante.

IJUÍ

Já em Ijuí, um casal foi preso com 190 gramas de cocaína pela Polícia Rodoviária Federal após informação da Polícia Civil. O homem, de 38 anos, e a mulher, de 23 anos, estava em um Fiat Uno, com placas de Caibaté, que foi interceptado no km 466 da BR 285, na quinta-feira.

A droga, suficiente para a produção de quase 600 unidades para consumo, estava escondida enrolada em uma toalha junto ao corpo da mulher. O casal foi preso. Eles admitiram que transportavam a droga de Porto Alegre para Caibaté.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895