Sede do Denarc é revitalizada com melhorias estruturais e novos equipamentos

Sede do Denarc é revitalizada com melhorias estruturais e novos equipamentos

Situado no bairro Navegantes, em Porto Alegre, órgão policial é especializado no combate ao narcotráfico

Correio do Povo

Delegado Carlos Wendt prevê maior produtividade no trabalho policial

publicidade

A sede do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil está revitalizada. Uma reforma física no valor de R$ 1,5 milhão trouxe melhorias nas dependências do órgão policial, situado na avenida Presidente Franklin Roosevelt, no bairro Navegantes, em Porto Alegre. “O prédio é próprio. A estrutura, porém, era muito antiga e estava deteriorada”, lembrou o diretor de investigações do Denarc, delegado Carlos Wendt, na manhã desta quinta-feira à reportagem do Correio do Povo.

“Através de parcerias conseguimos recursos para fazer esta revitalização”, frisou. Ele citou, como exemplo, a troca de pisos, janelas e telhados, além de pinturas e ar-condicionado novos. Os banheiros também foram reformados e foram instalados novos equipamentos eletrônicos, que "irão gerar economia de energia para o Estado".  

Os recursos vieram do Ministério Público do Trabalho do Rio Grande do Sul, mas a revitalização teve apoio da Receita Federal em entrega de equipamentos eletrônicos e do Ministério Público do Rio Grande do Sul com cedência de software que vai qualificar a investigação policial. Juntando tudo, calculou o delegado Carlos Wendt, os investimentos chegam a quase R$ 2 milhões. "Como qualquer trabalhador, o policial tendo ambiente adequado e bom, certamente se refletirá em melhor produção”, observou.

O delegado Carlos Wendt destacou também a construção de um novo canil. “Temos nossos cães de faro e antigamente o espaço não era o mais adequado. Agora, eles estão em ótimas instalações. Com certeza, isso ajudará a produzir maiores resultados e que acabará refletindo diretamente no serviço prestado à sociedade”, declarou.


Foto: PC / Divulgação / CP


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895