Servidores penitenciários protestam por melhores condições de trabalho em Porto Alegre

Servidores penitenciários protestam por melhores condições de trabalho em Porto Alegre

Categoria está em estado de greve e pode cruzar os braços em fevereiro

Christian Bueller

Servidores penitenciários pedem diferentes reivindicações

publicidade

Cerca de 50 servidores penitenciários fazem protesto em frente ao Instituto Psiquiátrico Forense Doutor Maurício Cardoso (IPF), na avenida Bento Gonçalves, bairro Partenon em Porto Alegre, durante esta sexta-feira. Apesar do governo do RS ter publicado no Diário Oficial do Estado, um dia antes, 471 promoções, a categoria reivindica que há outras pautas que não foram atendidas e mantém o estado de greve estabelecido em recente assembleia geral extraordinária na Capital.

“Só publicaram as promoções porque colocamos quase mil colegas na Câmara Municipal. Durante o encontro, elencamos oito itens de reivindicações, mas o governo demonstra uma letargia que demonstra o quanto nossa classe é injustiçada”, afirma o presidente do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado do RS (Amapergs), Saulo Felipe Basso.

Segundo ele, a mobilização em frente ao IPF – que atende pessoas com transtornos mentais que cometeram crimes – também conta com o apoio de profissionais de outras áreas como médicos, enfermeiros e técnicos que trabalham no local. “A estrutura do instituto é tão precária que em algumas celas chove para dentro e é preciso remover os pacientes. Outro problema é o efetivo reduzido”, lembrou.

Veja Também

Exigências

Entre as reivindicações, está a substituição do atual dirigente da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), José Giovani Rodrigues, e reposição inflacionária igual ao que for concedido às demais forças da segurança pública do Estado, como Brigada Militar e Polícia Civil.

Outra exigência aprovada é agilização na regulamentação da Polícia Penal, que transforma servidores penitenciários em policiais penais, os equiparando às demais polícias. “Vamos fazer outras manifestações semelhantes em outras casas prisionais do Estado. A partir da semana que vem, faremos visitas até mesmo no interior”, adianta Basso. 

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo, o titular da pasta, Mauro Hauschild, está em Brasília e testou positivo para a Covid-19. A sua intenção é se reunir com a categoria na próxima semana.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895