Sexta brigadiana é presa por suspeita de tortura em Jaguarão
capa

Sexta brigadiana é presa por suspeita de tortura em Jaguarão

Juiz aceitou a denúncia do Ministério Público contra os seis policiais militares

Por
Rádio Guaíba

publicidade

Após decisão da Justiça, mais uma brigadiana foi presa por suspeita de envolvimento em coação e tortura no Sul do Estado. Com a prisão da policial militar, já são seis brigadianos de Jaguarão detidos preventivamente.

A decisão, tomada na noite dessa quinta-feira pelo juiz Antonio Tavares, também obriga o comparsa dos brigadianos a se apresentar mensalmente à Justiça e se manter a 100 metros de distância, no mínimo, dos torturados. O homem, que teria auxiliado os brigadianos nos crimes, também só pode sair às ruas entre 7h e 1h9 de segunda a sexta. No fim de semana, fica obrigado a permanecer em casa.

O juiz aceitou a denúncia do Ministério Público (MP) contra os seis brigadianos e o comparsa por torturarem cinco vítimas, incluindo um adolescente. O objetivo das torturas seria identificar quem havia furtado a residência de dois dos policiais militares.

PM denunciado por tortura em Jaguarão foi investigado em 2011 por agressão
Policiais da BM são investigados por práticas de tortura em Jaguarão

Segundo a promotoria, as casas das vítimas foram invadidas e todos teriam sido algemados e agredidos a socos e chutes antes de serem colocados dentro de uma viatura. Eles também teriam sido asfixiados com um saco plástico na cabeça.

Conforme a denúncia, eles ainda teriam forjado o flagrante, invadindo, sem mandado judicial, a residência de um dos suspeitos e apreendedido objetos que haviam sido furtados dos PMs, o que invalidou a prova para a manutenção da prisão.

Bookmark and Share