Suspeitos atacam bancos, disparam em UPA e deixam ferido no interior de SP

Suspeitos atacam bancos, disparam em UPA e deixam ferido no interior de SP

Prefeito de Mococa acredita que alvo era delegacia, que fica ao lado da unidade de saúde

R7

Três agências bancárias de Mococa, no interior de São Paulo, foram alvos de ataques de um grupo fortemente armado

publicidade

Três agências bancárias de Mococa, no interior de São Paulo, foram alvos de ataques de um grupo fortemente armado na madrugada desta quarta-feira. Na ação, os suspeitos dispararam contra a Unidade de Pronto Atendimento (UPA ) e feriu um guarda municipal. O intenso tiroteio começou por volta de 1 hora da madrugada, foi ouvido e flagrado por moradores, que postaram vídeos nas redes sociais.

O guarda que fazia ronda na UPA quando foi atingido na cabeça por estilhaços de vidro. Ele teve um corte, mas passa bem. O prefeito de Mococa, Eduardo Barison, acredita que o grupo confundiu a UPA com a delegacia, uma vez que a unidade de saúde fica ao lado do DP, e por isso atiraram.

Em imagens nas redes sociais, é possível ver a ação do grupo, que atirou contra o comércio da região, que faz divisa com Minas Gerais. As agências da Caixa Econômica, Santander e Mercantil foram atacadas. Até o momento, não há informações sobre a quantia levada.

Não houve confronto entre o grupo armado e a polícia. Os suspeitos teriam fugido por Igaraí, distrito de Mococa, em direção ao sul de Minas.

Antes das 6h da manhã, a Polícia Militar encontrou dois veículos de luxo utilizados no assalto: uma Porsche Cayenne e uma pick-up Land Rover. Eles estavam na estrada vicinal entre Mococa e Igaraí, numa área rural. O local é preservado para perícia.

A polícia estima que entre 20 e 30 pessoas estejam envolvidas na ação. Helicópteros e a Polícia Militar de Minas auxiliam nas buscas pelo grupo.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895