"Todas as forças de segurança estão empenhadas", diz governador sobre buscas por atirador no ES

"Todas as forças de segurança estão empenhadas", diz governador sobre buscas por atirador no ES

Ataque ocorreu às 10h na cidade de Aracruz. Adolescente armado invadiu escola Primo Bitti e colégio particular no bairro de Coqueiral

R7

publicidade

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, disse que todas as forças de segurança do estado participam das buscas pelo suspeito de atirar em duas escolas da cidade de Aracruz, no Espírito Santo, nesta sexta-feira. O crime, que ocorreu por volta das 10h na escola Primo Bitti e em um colégio particular o estado, deixou três mortos e ao menos 8 feridos.

O secretário de segurança do Espírito Santo, Marcio Celante Weolffel, disse à Record TV, que a prioridade dos agentes foi chegar à instituição localizada no bairro Coqueiral e socorrer as vítimas. Segundo ele, há ao menos 11 vítimas, entre elas duas mortes na primeira escola. Na segunda escola, foram três vítimas e um óbito. 

"Nosso empenho massivo agora da polícia civil e militar para identificar e localizar esse criminoso", disse o secretário. "Chegamos na escola com a prioridade de socorrer as vítimas e conseguimos. A segunda prioridade: as investigações estão avançando, as diligências estão sendo feitas, as equipes da Polícia Civil e Militar estão de forma massiva, vieram de Vitória, para agir nesse caso". 

A informação, segundo o secretário, é que o adolescente agiu sozinho, arromou um cadeado para ter acesso à escola. "Próximo a esse acesso, no portão, estava a sala dos professores. Ele teve acesso a sala dos professores. E assim surpreendeu e vitimou 9 professores e dois foram a óbito". 

A primeira ação criminosa, segundo o secretário, foi acessar a escola arrebentando o cadeado, teve acesso a sala dos professores, fez a ação e se deslocou para outra escola em que fez mais três vítimas. "Queremos entender como foi a dinâmica na segunda escola, vamos fazer uma visita para entender", diz ele. "Os alunos estavam no intervalo na primeira escola e na segunda estariam retornando do intervalo". 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895