Assembleia Legislativa relembra os 30 anos da Constituição do Estado
capa

Assembleia Legislativa relembra os 30 anos da Constituição do Estado

Entre as homenagens houve a inauguração de galeria dos deputados constituintes do RS

Por
Luiz Sérgio Dibe

Sessão solene ocorreu na Assembleia Legislativa

publicidade

Para marcar os 30 anos da Constituição do Estado, promulgada em 3 de outubro de 1989, a Assembleia Legislativa inaugurou ontem a galeria dos deputados constituintes do RS. As fotos dos parlamentares foram afixadas no hall de entrada do Salão Júlio de Castilhos. O governador Eduardo Leite, deputados da atual Legislatura e constituintes também estiveram presentes. 

“Foi um momento muito importante para a história da democracia do RS. E um grande texto, feito de forma democrática, com a participação da sociedade, através de suas diferentes representações”, citou o presidente da Assembleia à época, Algir Lorenzon. Ele lembrou que havia uma “sala do povo” na qual se recebia sugestões da sociedade civil.

Outro constituinte, o ex-deputado Gleno Scherer contou que circulavam pelo Parlamento, naqueles dias, cerca de 5,6 mil pessoas diariamente. “Havia a preocupação de que tudo estivesse em bom funcionamento”. Scherer recordou que a travessia da rua Duque de Caxias, para manter o diálogo com o Palácio Piratini, era “quase que diária”. Lembrou que o então governador Pedro Simon os recebia para conversar, sem jamais ter tentado interferir nas decisões dos parlamentares.

Presente no ato, com os ex-governadores Germano Rigotto e José Ivo Sartori,  do MDB, Simon  declarou-se emocionado. “Aqui eu vivi uma época fantástica da política brasileira. As Diretas Já. A abertura política. O fim da tortura.” Disse que a Assembleia permaneceu aberta nos anos de chumbo, enquanto outras Casas Parlamentares  acatavam a imposição do fechamento. “A política do país acontecia no Rio Grande do Sul e nesta Casa. Por isso nossa Constituição é um texto limpo, sério e da mais alta credibilidade. Sou grato por isso”, discursou.