capa

Câmara rejeita votação fatiada e inicia análise de mérito da reforma da Previdência

Deputados negaram o pedido de votação por partes por 299 votos a 42, com duas abstenções

Por
Correio do Povo

Deputados estão reunidos para votar a Reforma da Previdência

publicidade

O Plenário da Câmara dos Deputados decidiu votar de uma só vez a reforma da Previdência (PEC 6/19) no início da tarde desta quarta-feira. Os deputados rejeitaram o pedido de votação por partes por 299 votos a 42, com duas abstenções, e iniciaram a análise de mérito propriamente dito. Deputados contrários e favoráveis vão encaminhar o texto e depois os líderes vão orientar a bancada para que a votação seja iniciada. A proposta precisa ser votada em dois turnos, com voto favorável de 308 deputados, para ser aprovada.

• Ao vivo: Câmara reabre sessão para votação da reforma da Previdência

Em termos gerais, a reforma da Previdência estabelece uma idade mínima para a aposentadoria: 65 anos para homens e 62 para mulheres. São impostas também mudanças no cálculo dos benefícios, que vai contabilizar a média de todas as contribuições e exigir mais tempo na ativa para um valor maior na aposentadoria. Serão exigidos 40 anos de contribuição para um benefício igual a 100% da média das contribuições, enquanto o piso será de 60% da média. Há regras de transição para quem já está na ativa.