Conversas vazadas mostram críticas de Força Tarefa da Lava Jato à Raquel Dodge
capa

Conversas vazadas mostram críticas de Força Tarefa da Lava Jato à Raquel Dodge

Trechos revelados pelo El País mostram articulação dos procuradores para pressionar a chefe da PGR

Por
Correio do Povo

Dodge era alvo de críticas de procuradores da Lava Jato, conforme mensagens vazadas

publicidade

Em novos trechos de supostas conversas em grupos de Telegram da Força Tarefa da Operação Lava Jato, obtidas pelo The Intercept Brasil e publicadas nesta sexta-feira pelo site El País, os procuradores criticam a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. 

Nas conversas ocorridas, conforme o site, em junho de 2018, os procuradores traçam estratégias para pressionar Dodge a resolver “pendências” relacionadas a delações premiadas, entre elas a do empresário Léo Pinheiro, que foi uma das testemunhas-chaves na condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Uma das estratégias para pressionar Raquel Dodge a atender os interesses da Força Tarefa seria vazar trechos à imprensa “em off” – sem a revelação da fonte da informação. Seria um modo “mais agressivo” de pressão, na avaliação do chefe da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. 

Em trechos mais recentes, de março deste ano, Raquel Doge teria enviado um link de uma nota do jornal O Globo, na qual havia a notícia de atritos entre ela e o pessoal de Curitiba. Deltan a respondeu, em tom formal, negando passar informações a jornalistas. 

A reportagem completa está disponível neste link