CPI remarca depoimento de Pazuello para o dia 19

CPI remarca depoimento de Pazuello para o dia 19

Ex-ministro teve contato com pacientes de Covid-19

Correio do Povo e AE

Pazuello comandou a pasta da Saúde até março deste ano

publicidade

A CPI da Covid-19 para o dia 19 o depoimento do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que estava previsto para esta quarta. A Secretaria-Geral do Exército informou que Pazuello teve contato com pacientes de Covid-19 e não poderia comparecer.

"Ele (Pazuello) teve contato com dois coronéis auxiliares dele nesse fim de semana que estão com covid. Segundo a informação que eu tenho, ele entrará em quarentena e não virá depor amanhã", disse o presidente da CPI, deputado Omar Aziz (PSD-AM), no início da sessão desta terça.

Nesta terça-feira, está sendo ouvido pela CPI o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, demitido pelo presidente Jair Bolsonaro em abril de 2020. Como a sessão de Mandetta se alongou mais do que o previsto, o depoimento do também ex-ministro Nelson Teich foi adiado para esta quarta-feira (5), a partir das 10h.

Veja Também

O depoimento de Pazuello, que comandou a pasta da Saúde até março deste ano, é considerado um dos mais importantes pela comissão, que investiga erros e omissões do governo de Jair Bolsonaro no enfrentamento da pandemia.

Substituído pelo médico Marcelo Queiroga, Pazuello fez acusações graves ao deixar o Ministério da Saúde, admitindo até a existência de um esquema de corrupção na pasta. Os integrantes da comissão têm na manga uma série de omissões de Pazuello, que reputam terem sido responsáveis pelo agravamento da pandemia de coronavírus no Brasil.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895