CPI requisita procurador para atuar nas investigações

CPI requisita procurador para atuar nas investigações

Ofício assinado pelo presidente da comissão solicita “com urgência” a cessão de Aldo Costa, nome escolhido por Renan Calheiros

Correio do Povo & R7

CPI da Covid enviou um ofício à PGR solicitando, "com urgência", o empréstimo do procurador Aldo de Campos Costa, para auxiliar nas investigações dos membros da comissão

publicidade

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), enviou um ofício à Procuradoria-Geral da República (PGR) solicitando, "com urgência", o empréstimo do procurador Aldo de Campos Costa, para auxiliar nas investigações dos membros da comissão.

O pedido, datado de 30 de junho, foi endereçado ao procurador-geral da República, Augusto Aras. O nome de Aldo Costa foi uma escolha do relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL) e sua equipe.

Em uma nova fase após quase dois meses de trabalho, a CPI teve nas últimas duas semanas uma série de denúncias de supostas irregularidades na compra de vacinas contra Covid-19, em esquemas que envolveriam superfaturamento, favorecimento de empresas e desvio de recursos públicos.

CPI da Covid ouve Regina Célia Silva Oliveira

A CPI da Pandemia ouve nesta terça-feira, a partir das 9h, o depoimento da servidora Regina Célia Silva Oliveira, fiscal de contratos no Ministério da Saúde que autorizou a compra da vacina indiana Covaxin. A fatura de pagamento referente ao contrato de aquisição do imunizante teria indícios de irregularidades.

Regina Célia foi citada à CPI pela primeira vez no último dia 25, no depoimento de Luis Ricardo Miranda, que é chefe da divisão de importação no Departamento de Logística do Ministério da Saúde. Ele e seu irmão, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), denunciaram pressões internas na pasta para liberar a aquisição da Covaxin, mesmo com os erros verificados na ordem de pagamento.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895