Governo publica decreto que oficializa saída de Decotelli do MEC

Governo publica decreto que oficializa saída de Decotelli do MEC

Bolsonaro recebeu pedido de demissão na terça-feira (30) após polêmicas envolvendo a formação acadêmica do nomeado

Por
R7

Governo publica decreto que oficializa saída de Decotelli do MEC


publicidade

O governo federal publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º) um decreto que oficializa a saída de Carlos Alberto Decotelli. 

O texto "torna sem efeito" decreto anterior, que nomeava Decotelli como ministro da Educação. Decotelli entregou o pedido de demissão ao presidente Jair Bolsonaro na terça-feira (30). Agora, Bolsonaro pensa em um novo nome para comandar a pasta. Decotelli teve a nomeação publicada em 25 de junho, mas não chegou a tomar posse como ministro. 

Polêmicas

No anúncio de Bolsonaro sobre o novo ministro da Educação, o presidente destacou que "Decotelli é bacharel em Ciências Econômicas pela UERJ, Mestre pela FGV, Doutor pela Universidade de Rosário, na Argentina, e Pós-Doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha".

No entanto, o reitor da Universidade de Rosário publicou em suas redes sociais que Decotelli não havia concluído o doutorado, uma vez que cumpriu os créditos das matérias, mas não defendeu sua tese.


Também houve acusação de ter copiados trechos em sua dissertação de mestrado na FGV (Fundação Getulio Vargas) sem citar devidamente as fontes, o que é considerado plágio. Por fim, a Universidade de Wuppertal negou o pós-doutorado.