Marun diz que não abrirá mão de pedir apoio à reforma da Previdência

Marun diz que não abrirá mão de pedir apoio à reforma da Previdência

Ministro negou que tenha condicionado liberação de financiamentos em bancos públicos para governadores

Agência Brasil

Ministro negou que tenha condicionado liberação de financiamentos em bancos públicos para governadores

publicidade

O ministro da secretaria de Governo, Carlos Marun, disse nesta sexta-feira, em Brasília, que não abrirá mão de pedir apoio à reforma da Previdência para todos os agentes públicos. Marun voltou a negar que tenha condicionado a liberação de financiamentos em bancos públicos para os governadores ao comprometimento deles na busca de votos para aprovar a reforma da Previdência.

"A verdade é que não está sendo condicionado, mas também é verdade que não vamos abrir mão de pleitear o apoio dos agentes públicos e, especialmente, daqueles que estão sendo beneficiados por ações do governo", disse, ao participar de cerimônia de assinatura da liberação de R$ 951,26 milhões em empréstimos da Caixa a campanhias estaduais de
saneamento do Espírito Santo, Pernambuco, Goiás e Rio Grande do Sul.

Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895