MDB e PP ampliam ações de filiação para ampliar bancadas na Câmara de Porto Alegre

MDB e PP ampliam ações de filiação para ampliar bancadas na Câmara de Porto Alegre

Siglas também discutem possível coligação na disputa pela Prefeitura da Capital neste ano

Por
Correio do Povo

Siglas também discutem possível coligação na disputa pela Prefeitura da Capital neste ano


publicidade

Com o foco em ampliar as bancadas na Câmara de Porto Alegre, MDB e PP deram início a uma série de iniciativas, como filiação de pré-candidatos ao pleito. Os dois partidos têm conversado sobre a possibilidade de viabilizar uma possível coligação em uma linha de frente de centro direita na disputa pela prefeitura neste ano. Porém, apesar das negociações de aliança, uma das diferenças do pleito deste ano é que as coligações não vão valer para os cargos proporcionais, neste caso de vereador.

No processo de organização para as eleições, o MDB de Porto Alegre reuniu militantes e dirigentes da legenda para o ato de filiação de 12 pré-candidatos a vereador. Uma das apostas do partido é o coronel Oto Amorim, ex-chefe do Comando de Policiamento Metropolitano (CPM). Na reserva da Brigada Militar desde 2019, ele é reconhecido no meio da segurança pública pelo diálogo, valorização da categoria e envolvimento com causas sociais e comunitárias. O processo de fortalecimento da nominata ocorre no momento em que a sigla deverá perder três dos cinco vereadores na Capital. Com a janela de troca de sigla, eles deverão deixar o MDB e ingressar em outras siglas. 

No evento, ao celebrar o ingresso de novos filiados, o presidente do MDB de Porto Alegre, o deputado estadual Tiago Simon, ressaltou que o ingresso dos pré-candidatos valoriza ainda mais a legenda, que tem histórica presença nos municípios. Enfatizou ainda a força da sigla no Estado, que tem 134 prefeitos, 114 vices e 1.168 vereadores. “A força do MDB está nos municípios”, afirmou. O deputado estadual Sebastião Melo, pré-candidato do partido em Porto Alegre também esteve presente. 

No caso do PP, o pré-candidato pela sigla, o vice-prefeito Gustavo Paim, adiantou que foram agendados alguns atos de filiação para os próximos dias. “Nomes de diferentes setores e segmentos têm se apresentado como pré-candidatos, no sentido de fortalecer a sigla”, afirmou. Ele lembrou que o desafio é conseguir ampliar a bancada neste ano, conquistando cinco cadeiras. Atualmente, o partido tem quatro vagas. “Tradicionalmente o partido tem mantido um histórico regular de que quando faz coligação elege quatro vereadores e quando vai sozinho, faz três”, lembrou, recordando do resultado das últimas três eleições municipais. 

MDB e PP almejam fechar a nominata completa, o que representa um total de 54 nomes para disputa de cargo de vereador. Atualmente, o MDB já conta com 40 pré-candidatos. Na disputa proporcional, há ainda uma divisão de 70% a 30% de vagas para cada gênero, no sentido de manter uma representatividade mínima de homens e mulheres. 


Saiba mais sobre as movimentações dos partidos: