Nelson Teich descarta aceitar cargo de conselheiro do Ministério da Saúde
capa

Nelson Teich descarta aceitar cargo de conselheiro do Ministério da Saúde

Médico afirmou não ser coerente deixar o governo na semana passada e “aceitar a posição de conselheiro na semana seguinte”

Por
Correio do Povo

Teich não aceitou convite para integrar o Conselho do Ministério da Saúde

publicidade

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich utilizou sua conta no Twitter para revelar os motivos de não aceitar o convite do ministro Interino Eduardo Pazuello para integrar o Conselho do Ministério da Saúde. O médico afirmou não ser coerente deixar o governo na semana passada e “aceitar a posição de conselheiro na semana seguinte”.

Em uma “linha” com quatro posts, Teich destacou que o seu desejo era realizar um trabalho técnico no Ministério da Saúde. Sem demonstrar nenhum tipo de animosidade ou rancor, o ex-ministro revelou que queria ter melhorado a eficiência do sistema e “o nível de saúde da sociedade”.

“Uma condução técnica do Sistema de Saúde significa uma gestão onde estratégia, planejamento, metas e ações são baseadas em informações amplas e precisas, acompanhadas continuadamente através de indicadores”, escreveu.

Teich deseja sucesso ao seu substituto, que, segundo o presidente Jair Bolsonaro, ficará “muito tempo” no cargo. O ex-ministro ainda se colocou à disposição para ajudar que a transição “aconteça da melhor forma possível”.

O médico Nelson Teich entrou na vaga de Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), que ocupava a pasta desde o início do governo Jair Bolsonaro e pediu demissão em abril. Teich ocupou a cadeira por menos de um mês e, como seu antecessor, deixou o governo em meia a pandemia do novo coronavírus.