PF prende novos envolvidos em ataques extremistas em Brasília

PF prende novos envolvidos em ataques extremistas em Brasília

Ações ocorrem em dois estados: Minas Gerais e Paraná; foram expedidos ainda oito mandados de busca e apreensão

R7

publicidade

A Polícia Federal (PF) realiza, na manhã desta terça-feira (7), a sétima fase da operação Lesa Pátria, cujo objetivo é identificar pessoas que participaram, financiaram, omitiram-se ou fomentaram a invasão dos Três Poderes, em Brasília, em 8 de janeiro.

Nessa fase, foram expedidos oito mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão. As ações ocorrem em dois estados: Minas Gerais e Paraná. O órgão não informou, até o momento, quantos suspeitos foram presos.

Segundo a PF, os fatos investigados constituem, em tese, os crimes de abolição violenta do estado democrático de direito, golpe de estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

Veja Também

Danos milionários

Os danos causados ao Congresso Nacional, Palácio do Planalto e STF chegam a R$ 18,5 milhões, segundo estimativas apresentadas pela Advocacia-Geral da União (AGU) em pedido para bloquear a quantia de quem financiou os atos de vandalismo. Confira os prejuízos calculados:

• Palácio do Planalto: R$ 7.978.773,07
• Câmara dos Deputados: R$ 1.102.058,18
• Senado: R$ 3.500.000,00
• Supremo Tribunal Federal: R$ 5.923.000,00
• Total: R$ 18.503.831,25


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895