Poderes vão destinar R$ 70 milhões para hospitais

Poderes vão destinar R$ 70 milhões para hospitais

Iniciativa busca amenizar as dificuldades enfrentadas nas instituições que estão na linha de frente do atendimentos dos pacientes

Correio do Povo

Verba será exclusiva para o custeio de leitos, medicamentos e insumos para os hospitais

publicidade

Em função da crise vivenciada nos hospitais e do colapso na saúde, provocado pela pandemia, os chefes dos Poderes e órgãos do Estado se articularam e vão destinar R$ 70 milhões aos hospitais gaúchos, que deve ser incrementado pelo Executivo. O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira, após reunião do Conselho do Estado, que é formado pelos chefes dos poderes. 

A iniciativa ocorre a partir dos relatos na reunião da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, realizada nesta semana, na qual os gestores dos hospitais expuseram o risco de desatendimento de pacientes com Covid-19, noticiando o eminente colapso no sistema hospitalar. Entre os relatos, estava da falta de estrutura  e o desgaste das equipes que estão atuando na linha de frente. A verba será exclusiva para o custeio de leitos, medicamentos e insumos para os hospitais, cuja aplicação será fiscalizada por todos os signatários do acordo.

Na nota oficial, divulgada pelos poderes, apesar de os orçamentos já estarem em contingenciamento, haverá um “esforço adicional”. “É desejo de todos que este gesto ajude a minorar o sofrimento da nossa população e auxiliar a superação desta que é a mais difícil crise já enfrentada na nossa história recente”, diz trecho. 

Segundo o presidente da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza (MDB), a medida é possível por meio dos esforços dos poderes no combate à pandemia. “Agradeço os deputados que promoveram uma grande economia desde o início desse ano, o que possibilitou mais um repasse financeiro do Parlamento contra o coronavírus”, disse.

O Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Voltaire de Lima Moraes, destacou que a previsão é que os valores sejam repassados o mais breve possível, o que ainda depende de questões burocráticas. Recordou ainda que no ano passado foram disponibilizados mais de R$ 120 milhões pelo TJ para o enfrentamento à pandemia.

A nota é assinada ainda pelo Procurador-Geral de Justiça, Fabiano Dallazen; o Defensor Público-Geral, Antônio Flávio de Oliveira e o Presidente do Tribunal de Contas, Estilac Xavier, além do governador Eduardo Leite. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895