Professores fazem caminhada no Centro de Porto Alegre em manifestação contra Governo

Professores fazem caminhada no Centro de Porto Alegre em manifestação contra Governo

Cpers organizou vigília para acompanhar votações na Assembleia Legislativa

Correio do Povo

Cerca de 300 professores participaram de caminhada no Centro

publicidade

*Com informações do repórter Cláudio Isaias

Cerca de 300 professores de diversos núcleos do Cpers Sindicato realizaram uma caminhada no Centro de Porto Alegre na manhã desta terça-feira. Eles protestam contra projetos do Governo do Estado que serão votados na Assembleia Legislativa.

Após a caminhada, os professores iniciaram concentração na Praça da Matriz. O grupo promete realizar uma vigília em frente à Assembleia Legislativa para acompanhar a votação dos deputados.

Deputados tentam limpar pauta


A Assembleia Legislativa define nesta terça-feira a pauta de votações desta semana, a a última antes do recesso parlamentar, que começa no dia 17. Há possibilidade de sessões extraordinárias serem realizadas na quarta e na quinta “limpar a pauta”, já que 52 matérias estão aptas a serem votadas.

Entre elas estão quatro propostas de emenda constitucional (PECs) de autoria do Governo Sartori a serem votadas em primeiro ou segundo turno. Contra elas que os professores e outros servidores protestam:

- A PEC 261 estabelece alteração na contagem do tempo de serviço dos servidores e gerou muitos debates na semana passada. O governo se comprometeu a enviar nova PEC para corrigir o texto aprovado. A PEC 242 é a que extingue a licença-prêmio assiduidade dos servidores estaduais, criando a licença capacitação.

- A PEC 258/2016 é a que extingue o direito aos adicionais por tempo de serviço dos servidores e determina que dependem de lei específica a concessão e o pagamento de auxílios ou quaisquer parcelas de caráter indenizatório a servidores e a membros dos poderes.

- A PEC 257/2016 revoga o artigo 35 da Constituição estadual. O artigo 35 é o que estabelece que o pagamento da remuneração mensal dos servidores públicos do Estado e das autarquias ocorre até o último dia útil do mês do trabalho prestado e que o pagamento do décimo terceiro salário é efetuado até 20 de dezembro.

- PEC 256/2016 é a que altera a redação do inciso II do artigo 27 da Constituição, determinando que as licenças a servidores para exercerem mandatos em sindicatos e entidades de classe deixem de ser remuneradas.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895