Reitor da Universidade de Rosário diz que ministro da Educação não tem doutorado na Argentina

Reitor da Universidade de Rosário diz que ministro da Educação não tem doutorado na Argentina

Franco Bartolacci desmentiu informação dada pelo presidente Jair Bolsonaro ao anunciar Carlos Decotelli para o cargo

Por
R7

Carlos Decotelli foi nomeado para o cargo de ministro da Educação nessa quinta-feira


publicidade

O reitor da Universidade Nacional de Rosario, Franco Bartolacci, afirmou nesta sexta-feira que o novo ministro da Educação, Carlos Decotelli, não possui título de doutor pela instituição.

Ao anunciar Decotelli para o cargo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nas redes sociais que o novo ministro é bacharel em ciências econômicas pela UERJ, mestre pela FGV, doutor pela Universidade de Rosário, e pós-doutor pela Universidade de Wuppertal.

No entanto, a informação foi desmentida pelo reitor da universidade citada. Em tradução livre, Bartolacci escreveu que se via a necessidade de esclarecer que o novo ministro da Educação não obteve nenhum título de doutor na instituição argentina.

A informação de que possui doutorado em administração pela Universidade Nacional de Rosário também foi publicada por Decotelli em seu currículo lattes no CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), entidade ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

MEC apresenta certificado

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) contestou a negação do reitor da Universidade de Rosário e disse que Carlos Decotelli concluiu, em fevereiro de 2009, todos os créditos do doutorado em Administração pela Faculdade de Ciências Econômicas e Estatística. Junto ao texto, a pasta apresentou uma cópia do certificado de conclusão da instituição nomeado ao ministro.