Vereador registra ocorrência por ameaça de morte em Porto Alegre

Vereador registra ocorrência por ameaça de morte em Porto Alegre

Matheus Gomes, do PSol, passou a receber ataques virtuais por conta de posicionamento em relação ao hino do Rio Grande do Sul

Rádio Guaíba

Vereador Matheus Gomes registrou boletim de ocorrência nesta sexta-feira

publicidade

O vereador Matheus Gomes (PSol) registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia de Combate à Intolerância, nesta sexta-feira. O parlamentar, eleito para uma cadeira na Câmara Municipal de Porto Alegre em 2020, relata ter sido ameaçado em redes sociais, desde que tomou posse.

A denúncia apresentada é composta de prints com ofensas e ameaças de agressão e de morte. De acordo com ele, são centenas de mensagens fortemente marcadas com conteúdo racista: “olha a cor”, “o que não deixa ele pensar é aquela imundície que ele chama de cabelo”.

Conforme Gomes, as mensagens se intensificaram desde o protesto da bancada negra no momento do Hino do Rio Grande do Sul na posse da nova legislatura. O grupo contesta um verso da composição que cita que “povo que não tem virtude acaba por ser escravo”.

A reportagem da Rádio Guaíba entrou em contato com a delegada Andrea Mattos, responsável pelo caso. Ela disse que a investigação busca, em um primeiro momento, identificar quem são as pessoas por trás dos perfis relatados pelo vereador.

Vereadora do PSol foi alvo de atentado em São Paulo 

Nesta semana a covereadora Carolina Iara, uma das representantes do mandato coletivo Bancada Feminista na Câmara de Vereadores de São Paulo, teve sua casa atingida por pelo menos dois disparos de arma de fogo durante a madrugada. Iara acredita ter sofrido um atentado político em virtude de sua militância transexual.

Ela afirmou que nunca foi ameaçada pessoalmente, mas que recebeu muitas manifestações de haters (críticos que costumam ser bastante agressivos) em tom político nas redes sociais desde o processo eleitoral que aumentou a sua visibilidade. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895