Cotrijal cancela realização da Expodireto 2021

Cotrijal cancela realização da Expodireto 2021

Cooperativa alegou precaução sanitária com a pandemia e anunciou a transferência do evento para o período entre 7 e 11 de março de 2022

Nereida Vergara

Evento teria a presença do presidente Jair Bolsonaro

publicidade

O conselho e a diretoria da Cotrijal anunciaram na noite desta terça-feira o cancelamento da Expodireto 2021, que seria realizada de modo híbridro (presencial e virtual), entre os dias 1º e 5 de março, em Não-Me-Toque. De acordo com o presidente da Cotrijal, Nei Manica, quando a feira foi anunciada, no último trimestre de 2020, os números da pandemia de Covid-19 estavam em um outro patamar, mas se asseveraram neste mês de janeiro o que levou a entidade a optar pela suspensão do evento e sua transferência para o período de 7 a 11 de março de 2022. " Nós conversamos com os parceiros da feira e escolhemos pela preservação da vida", salientou Manica.

O dirigente afirmou que a cooperativa não está preocupada com qualquer resultado econômico e que o mais importante no momento é prevervar a segurança e a saúde dos que participariam da exposição, como colaboradores, expositores e visitantes. "Mesmo com o protocolo de saúde já aprovado junto ao governo do Estado, optamos pela maior prudência possível”, explicou. Nei Manica disse ainda que a Expodireto é uma "feira-referência" e que a expectativa é de que haja segurança para voltar em 2022 com a imunização da população contra o vírus já consolidada. "Voltaremos com força máxima, e a antecipação da data é uma demonstração de otimismo e da confiança do setor no país”, acrescentou.  

A decisão de cancelar a Expodireto 2021 ocorre depois de grandes empresas da área de máquinas terem anunciado na semana passada a desistência de participar de feiras de agronegócio no Brasil ao longo deste ano. A feira também contaria, pela primeira vez, com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, que recebeu o contive das mãos do presidente Manica, no começo de janeiro.

Veja Também


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895