capa



Senar vai levar para Expodireto a tecnologia Deriva Zero

Simulações estarão à disposição de participantes da feira localizada em Não-me-Toque

Por
Correio do Povo

Deriva Zero é foco do SENAR-RS na 20ª Expodireto Cotrijal

publicidade

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/RS) vai levar à 20ª Expodireto Cotrijal, em Não-me-Toque, uma tecnologia para evitar a deriva (desvio do produto aplicado na lavoura para fora do alvo por ação do vento ou outros fatores) e garantir o aproveitamento total das pulverizações de defensivos agrícolas.

O produtor rural que for ao estante do Senar terá ajuda de um instrutor, demonstrações de aplicações corretas feitas com auxílio de um simulador e explicações sobre como a escolha de bicos de pulverização, as condições meteorológicas, a composição da calda e o tipo de gotejamento influenciam o resultado das aplicações.

As simulações pretendem despertar o interesse do produtor para os cursos que o Senar está oferecendo dentro do Programa Deriva Zero. “O primeiro prejudicado pela deriva é o próprio dono da lavoura, que recebeu a recomendação, por exemplo, de aplicar um litro e meio de um determinado produto, fez o trabalho, gastou com o produto, gastou com a aplicação, lidou com insumos que, se mal administrados, podem representar um risco à sua saúde e no fim das contas ainda aplicou uma subdose na lavoura”, diz o superintendente do Senar, Eduardo Condorelli.

O Programa Deriva Zero é executado desde julho de 2018, conjuntamente pelo Senar/RS, Ministério da Agricultura, Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural e CREA/RS. O programa prevê palestras de conscientização, ações com unidade móvel e simulador de deriva, além de consultorias em grupo e individuais. Quatrocentas e trinta e duas pessoas já foram treinadas pelo Deriva Zero.