Missão dos Estados Unidos vem conhecer avicultura no Rio Grande do Sul

Missão dos Estados Unidos vem conhecer avicultura no Rio Grande do Sul

Grupo participou de reuniões técnicas para verificar protocolos sanitários

Camila Pessôa

Um dos diferenciais sanitários da avicultura brasileira é a ausência da influenza aviária

publicidade

O Serviço Veterinário Oficial dos Estados Unidos (APHIS/USDA) enviou uma missão à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), nesta quarta-feira (3), com o objetivo de conhecer protocolos e estrutura do sistema de defesa e vigilância agropecuária no setor avícola gaúcho. De acordo com o presidente executivo da Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav), José Eduardo dos Santos, a visita representa uma possibilidade de prospecção de mercado, uma vez que o país ainda não importa carne de frango ou ovos do Brasil.  

Um diferencial sanitário do Brasil é a ausência da  Influenza Aviária, doença causadora de surto no país norte americano e que já infectou este ano mais de 40 milhões de aves no país. Outro foco da apresentação da SEAPDR ao grupo estrangeiro foi a vigilância da doença Newcastle em aves, que não ocorre no Brasil desde 2006, segundo a fiscal estadual agropecuária Ananda Paula Kowalski. Além da capital, tendo também visitado a Superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o grupo foi a granjas em Montenegro, Pareci Novo e São José do Sul. 

De acordo com o presidente executivo da Asgav, diferentemente de outras missões que já ocorreram, esta solicitou que fosse apresentado o trabalho da associação. “Então apresentamos a nossa estrutura em órgãos e comitês e todas as ações de orientação aos produtores e eles elogiaram o trabalho da instituição” relata Dos Santos.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895