Unimed Porto Alegre inaugura Casa TEA para atender Transtornos Globais do Desenvolvimento

Unimed Porto Alegre inaugura Casa TEA para atender Transtornos Globais do Desenvolvimento

Espaço na avenida Nilo Peçanha, bairro Petrópolis, é voltado a crianças, adolescentes e seus familiares

Felipe Faleiro

Autoridades estiveram presentes na cerimônia de inauguração do espaço

publicidade

A Casa TEA, espaço de acolhimento e tratamento de crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA) ou Transtornos Globais do Desenvolvimento, bem como recepção de seus familiares, foi inaugurada pela Unimed Porto Alegre nesta segunda-feira. A solenidade contou com a presença de autoridades. A unidade funciona na avenida Nilo Peçanha, 1221, bairro Petrópolis. Ao todo, são 620 m² de área construída, e cada detalhe do espaço, tanto fisicamente, quanto por meio de equipes multidisciplinares, foi pensado para o atendimento adequado desta comunidade.

“Estamos felizes, por poder termos um local de referência, não apenas do paciente, mas também suas famílias. A ideia é que possamos realizar o atendimento, como também indicação de clínicas credenciadas para continuá-lo. O core da Unimed Porto Alegre é justamente atender de forma humana, não apenas o aspecto material. Desde a largura dos corredores, tonalidade de cores e isolamento acústico, todo o projeto foi pensado nos pacientes”, comentou o presidente do Conselho de Administração da Unimed Porto Alegre, Marcio Pizzato.

O próprio nome da Casa TEA foi escolhido por meio de uma votação junto à comunidade de pessoas que lidam com a condição. Números da própria cooperativa mostram que, em 2022, foram atendidos 2.418 pacientes com algum TEA ou transtorno global do desenvolvimento. Os 1.575 atendimentos a clientes realizados no primeiro trimestre de 2023 já superam em 67% o índice do mesmo período do ano passado. “Tais dados acendem um alerta para o tema e reforçam a importância de um espaço voltado a esse público”, destaca o diretor de Recursos e Serviços Próprios da Unimed Porto Alegre, Marcelo Hartmann.

O secretário Municipal de Saúde de Porto Alegre, Mauro Sparta, discursou no evento e parabenizou a cooperativa pela inauguração. “Há, cada vez mais, a necessidade de pensarmos na saúde mental. Ficou muito claro na pandemia os números que temos de atendimentos”, comentou ele, destacando também a abertura do Centro de Referência do Transtorno Autista (Certa), no próximo dia 5, na avenida Bento Gonçalves, e também voltado a pessoas de zero a 12 anos. 

Questionado sobre uma possível integração entre os dois espaços, Sparta disse que “isto está sendo construído”, e ainda que um segundo local público está em estudo, para o atendimento de pessoas acima de 12 anos. A Casa TEA possui salas de espera, quatro consultórios, sala administrativa, sala de escape (para atendimento em situações críticas), plataforma elevatória para mezanino, espaço Arena (local de observação para subsidiar diagnósticos) e ainda áreas de apoio.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895