Sobe para cinco número de mortes causadas pela chuva no Rio
capa

Sobe para cinco número de mortes causadas pela chuva no Rio

Duas pessoas ficaram feridas em desabamento de casa e foram levadas para hospital

Por
Agência Brasil

Bombeiros ainda fazem buscas em ônibus procurando por segunda vítima

publicidade

O temporal que atingiu todo o estado do Rio de Janeiro na noite dessa quarta-feira, com ventos de até 110 quilômetros por hora (km/h) já causou a morte de pelo menos cinco pessoas. Segundo informou há pouco, em entrevista coletiva, o prefeito Marcelo Crivella, duas pessoas morreram em Pedra de Guaratiba, na zona Oeste, em consequência do desabamento de uma casa. Duas pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital Lourenço Jorge.

Na favela da Rocinha, em São Conrado, na zona Sul, uma pessoa morreu em decorrência de uma queda de barreira. Na favela do Vidigal, na avenida Niemeyer, a queda de um muro matou outra pessoa. Ainda no Vidigal, a queda de uma árvore nas rochas matou uma jovem, que ficou presa entre as ferragens de um ônibus praticamente destruído.

O número de mortos, no entanto, pode chegar a seis: há suspeita de que uma segunda pessoa ainda se encontre entre as ferragens do mesmo ônibus. Os bombeiros ainda estão no local tentando encontrar o corpo, já que a parte da frente do coletivo ficou totalmente destruída.