A propagação do racismo pelas redes sociais desde o início da pandemia

A propagação do racismo pelas redes sociais desde o início da pandemia

Podcast Direto ao Ponto analisa cenário que gera tensão no mundo

Ataques contra chineses se multiplicaram nas redes sociais e também no mundo real, com casos de hostilização e agressão após o início da pandemia

publicidade

A pandemia do novo coronavírus desvela problemas antigos e enraizados na sociedade. Quando a Covid-19 começou a se espalhar e ganhar atenção midiática, ataques contra chineses se multiplicaram nas redes sociais e também no mundo real, com casos de hostilização e agressão. Na França, a hashtag #JeNeSuisPasUnVirus (Eu não sou um vírus) surgiu no final de janeiro de 2020 para denunciar agressões racistas contra a comunidade asiática do país, que aumentaram com a propagação do vírus.

Em meio à crise sanitária, o discurso ódio não se limita ao preconceito contra asiáticos. Com o uso desenfreado das plataformas digitais durante o período de isolamento social, são cada vez mais visíveis postagens que visam hostilizar e menosprezar outros usuários de comunidades historicamente marginalizadas. Com Eric Raupp.

Ouça:

 

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895