As principais mudanças previstas ao plano de concessão de rodovias do RS

As principais mudanças previstas ao plano de concessão de rodovias do RS

Estudo apresentado hoje prevê a necessidade de mais dez praças de pedágio e um novo cálculo para as tarifas

Correio do Povo

Estudo apresentado hoje prevê a necessidade de mais 13 praças de pedágio e um novo cálculo para as tarifas

publicidade

O Rio Grande do Sul poderá ter 22 praças de pedágios – dez novas e 12 já existentes –, a supressão da tarifa fixa e de isenção a motoristas, além de 73% da malha viária com vias duplicadas ou triplicadas. Estas são algumas das mudanças previstas em um estudo, divulgado pelo governo gaúcho nesta quinta-feira, para o futuro edital de concessão de 1.131 quilômetros de rodovias estaduais por 30 anos.

A expectativa é que o edital seja publicado até setembro deste ano, seguido da extinção da Empresa Gaúcha de Rodoviás (EGR). Para o governador Eduardo Leite, o momento representa um "virar de página" à crise do Estado. 

Veja Também

Para discutir os principais pontos do estudo e seus impactos, o Direto ao Ponto conversou com o repórter e editor do Correio do Povo, Henrique Massaro, que acompanhou o anúncio do Piratini nesta quinta-feira.

Ouça


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895