Como a lei do 'stalking' pode ajudar no combate à violência contra a mulher

Como a lei do 'stalking' pode ajudar no combate à violência contra a mulher

Crime passou a ser tipificado no Código Penal e pode resultar em prisão e multa

Correio do Povo

publicidade

A prática do stalking, que ocorre especialmente contra mulheres, passou a ser crime tipificado no Código Penal. Entre outros avanços, a legislação prevê penas como prisão e multa para quem for identificado cometendo esse tipo de crime. A iniciativa busca coibir o comportamento do perseguidor, que acaba abalando suas vítimas física e emocionalmente, mudando rotinas e que tem desfecho imprevisível.

O Direto ao Ponto desta sexta-feira discute como a nova lei pode auxiliar no combate à violência contra a mulher. Para isso, conversamos com Gabriela Souza, advogada feminista e fundadora do primeiro escritório de advocacia para mulheres no Sul do país.

Ouça:


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895