CoronaVac: confusão na comunicação, mas uma vacina eficaz e eficiente

CoronaVac: confusão na comunicação, mas uma vacina eficaz e eficiente

Podcast discute dados da vacina e mostra por que imunizante é seguro e bem-vindo no combate à COVID-19

Correio do Povo

publicidade

A divulgação dos resultados da vacina CoronaVac no Brasil foi um verdadeiro quebra-cabeças. Na semana passada, o governo de São Paulo e o instituto Butantan, que produz aqui no País o imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac, informaram que o produto tinha 78% de proteção para casos leves e moderados da Covid-19. A divulgação de dados incompletos gerou desconfiança entre parcela da população e motivou críticas mesmo entre a comunidade científica. Eis que, na última terça-feira, foi divulgado o dado de uma eficácia global de 50,38%.

A Anvisa já recebeu o pedido de autorização para uso emergencial tanto da Vacina de Oxford/aTR quanto da CoronaVac, sobre a qual do Direto ao Ponto fala neste episódio. O convidado é o doutor em Microbiologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, Luiz Almeida. Ele também é diretor no Brasil do festival internacional de divulgação científica “Pint of Science – Um Brinde à Ciência”.

Ouça:


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895