Os atrasos na aplicação da segunda dose das vacinas contra Covid-19

Os atrasos na aplicação da segunda dose das vacinas contra Covid-19

A escassez de imunizantes é o principal fator para suspender vacinação em todo o Brasil

Correio do Povo

Atualmente, o estado tem 432.930 pessoas na fila esperando pelo reforço da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan.

publicidade

Não é possível uma imunização efetiva sem a aplicação da segunda dose das vacinas utilizadas atualmente no Brasil contra a Covid-19. E essa complementação obrigatória tem sido colocada em risco por fatores que se aglutinam e acabam por fragilizar ainda mais o enfrentamento da pandemia, atrasando a formação de uma proteção coletiva.

Não bastasse o abandono, a situação tem se agravado pela escassez da Coronavac, e há algumas semanas tem se testemunhado a limitação ou a suspensão da imunização por falta de doses em municípios de todo o país.

Para falar sobre esse assunto, o Direto ao Ponto recebe Paulo Petry, doutor e professor em Epidemiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Ouça:


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895