6 de fevereiro de 1920 - Os crimes de guerra
capa

6 de fevereiro de 1920 - Os crimes de guerra

Ouça o que foi notícia há um século

Por
Correio do Povo

Alemanha discordava dos julgamentos dos crimes de guerra pelos tribunais militares

publicidade

O jornal Correio do Povo de 6 de fevereiro de 1920 noticiava: "Paris, 4 — A decisão do barão von Lersner, deixando a chefia da delegação allemã, depois de haver devolvido a lista dos criminosos de guerra, e retirando-se desta capital, produziu nos circulos da Conferencia da Paz certa surpreza e foi objecto de numerosos commentarios. A saida theatral de von Lersner é, com effeito, sem fundamento legitimo, porque o tratado de paz contem um artigo reconhecendo aos alliados e associados a liberdade de fazer comparecer perante os seus tribunaes militares as pessoas culpadas por actos contrarios ás leis de guerra".

Com o acordo de paz ainda para ser ratificado, a Alemanha discordava dos julgamentos dos crimes de guerra pelos tribunais militares, com isso, o país anunciou a sua retirada do tratado de paz.

Ouça:

 
Ouça este e outros episódios dos podcasts do Correio do Povo pelos principais serviços de reprodução de áudio. Basta fazer a procura por “Correio do Povo” ou pelo nome do programa. Se preferir, clique nas imagens abaixo: