Policiamento no Litoral Norte passa a contar com câmeras acopladas aos uniformes

Policiamento no Litoral Norte passa a contar com câmeras acopladas aos uniformes

14 câmeras corporais, as bodycams, foram instaladas no fardamento do efetivo da Brigada Militar

Henrique Massaro

Câmeras têm capacidade de capturar imagens por 12 horas ininterruptas

publicidade

O policiamento do Litoral Norte recebeu mais um reforço neste verão, desta vez tecnológico. Nesta semana, o Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Litoral (CRPO Litoral) recebeu 14 câmeras corporais, as bodycams, que foram instaladas no fardamento do efetivo da Brigada Militar, acopladas aos coletes à prova de balas. Desta forma, os equipamentos capturam imagens da atuação dos policiais, de dia e de noite, garantindo transparência nas ações do policiamento para a população e para o próprio servidor.

Por instrução do Departamento de Informática da BM, os equipamentos estão sendo usados pelo 8º Batalhão de Polícia Militar e pelo 2º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas. Ao todo, são quatro câmeras utilizadas por equipes de Força Tática, Ronda com Apoio de Motocicletas (Rocam) e Canil em Osório, e 10 com o efetivo do policiamento ostensivo em Capão da Canoa.

Veja Também

As câmeras têm capacidade de capturar imagens por 12 horas ininterruptas. Quando encerra seu turno de serviço, o policial devolve o equipamento a um setor determinado no seu batalhão e as gravações são transmitidas para um servidor, onde são armazenadas. O acesso a este setor é exclusivo do Comando-Geral da Brigada Militar. Segundo a BM, a tecnologia garante que as imagens não sejam copiadas diretamente da câmera por nenhum dispositivo.

As Câmeras enviadas ao CRPO Litoral foram oferecidas por uma empresa para uso experimental pela Brigada Militar, que poderá adquiri-las se a Corporação aprovar o projeto-piloto. Este tipo de tecnologia já é utilizado pelas polícias militares dos estados de São Paulo, Santa Catarina e Minas Gerais.



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895