Projetos destacam sustentabilidade no Litoral Norte do RS

Projetos destacam sustentabilidade no Litoral Norte do RS

Uma das iniciativas, Estação Verão Pequeno Eco Cidadão, visa público infantil

Chico Izidro

Projetos destacam sustentabilidade no Litoral Norte do RS

publicidade

A natureza está em primeiro plano de muitos projetos realizados neste verão no Litoral Norte. Um deles é o Estação Verão Pequeno Eco Cidadão, ideia desenvolvida pela administradora Bianca Tessele, diretora da Associação Brasileira de Apoio a Obesos e Bariátricos (Gabsul).

• Ex-garçom aproveita tempo livre na praia de Imbé

A entidade montou um quiosque sustentável na Avenida Beira-Mar, na praia de Tramandaí, e realizou uma oficina visando o público infantil, mas também para atingir os adultos. Junto ao local foi instalada a zona de preservação das dunas, uma iniciativa que faz parte do novo projeto da orla do balneário.

As atividades com as crianças ao longo do veraneio envolverão a limpeza da orla, a importância das dunas, biodiversidade, bacias hidrográficas, preservação da flora e fauna no litoral. "O objetivo da iniciativa é preservar a biodiversidade da beira-mar", afirmou Bianca.

A administradora reforçou que haverá oficinas permanentes com a ideia de criar um selo de qualidade ambiental e certificar os quiosques que tenham práticas ambientais corretas. “Esse controle será feito pelos jovens orientadores formados pelo projeto, em parceria com Secretaria do Meio Ambiente e Prefeitura de Tramandaí e o Pelotão Ambiental da Brigada Militar”, explicou Bianca.

Ela disse que para ser um orientador, o jovem precisa estar cadastrado no Sistema Único da Secretaria de Ação Social e matriculado na rede de ensino. "Estes participantes receberão uma remuneração por suas atividades e convidados para seguir ao longo do ano com o programa de orientação ambiental nas suas cidades de origem e junto às escolas que frequentam", garantiu. O foco do trabalho nas comunidades será a separação de resíduos, hortas comunitárias e o empreendedorismo.

Projeto Eco Garopaba

O surfista gaúcho Jairo Lumertz e sua esposa Carol Scorsin, do projeto Eco Garopaba (SC), realizaram uma palestra sobre a sustentabilidade no surfe, dentro do projeto Estação Verão Pequeno Eco Cidadão, nesta semana, em Tramandaí.

• Piscinas comunitárias são alternativa para enfrentar o calor de Porto Alegre

Jairo, surfista desde os 11 anos, falou sobre suas experiências de vida e como desde pequeno se voltou para a ecologia. Ele ensinou ainda para o público assistente, formado por crianças e seus pais, como fazer uma prancha de surfe apenas com a utilização de garrafas pet.

A ideia dele surgiu em 2007, quando estava no Havaí, ao ver garrafas de plástico boiando no mar. "Ele pensou nisso como uma forma de tirar as garrafas do oceano e reaproveitá-las", disse Carol.

Ela ressaltou que a própria comunidade que consegue as garrafas para os dois. "Os moradores nos trazem porque sabem que estamos sempre procurando", contou ela. “Nos consideramos caçadores de garrafas pets”, brinca Carol.

O casal calcula já ter transformado 15 mil garrafas pets em pranchas. "Ainda criamos um modelo para pessoas com deficiência, depois do pedido de um morador de Garopaba", reforçou.

A dupla já esteve em mais de 15 estados do Brasil, falando para mais de 5 mil crianças. Agora o objetivo é lançar um livro e um documentário sobre o Eco Garopaba.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895