capa

Cães auxiliam seus donos na recuperação hospitalar

Para tornar o ambiente e a experiência hospitalar mais acolhedores, o Hospital São Lucas da PUCRS lançou o projeto Pata Amiga. A iniciativa abre para os internados a oportunidade de receber a visita dos seus cachorros.

Por
Correio do Povo

Animais auxiliam no tratamento

publicidade

Os animais de estimação são verdadeiros companheiros, sempre ao nosso lado quando mais precisamos. Por isso, estar longe daqueles que nos trazem tanto amor e carinho é um desafio. Para tornar o ambiente e a experiência hospitalar mais acolhedores, o Hospital São Lucas da PUCRS (HSL) lançou o projeto Pata Amiga. A iniciativa abre para os internados há mais de sete dias a oportunidade de receber a visita dos seus cachorros, buscando trazer mais conforto e alegria para os pacientes. “O contato com animais vai muito além da companhia que proporcionam. Um pequeno tempo diário dedicado a eles funciona como uma terapia ao ser humano. A capacidade de brincar e doar amor diminui muito o estresse”, ressalta a diretora assistencial da instituição, Simone Ventura.

Para encontrar o seu pet no hospital, o caminho inicia-se com a demonstração de interesse por parte da família para a equipe de enfermagem. São eles os responsáveis por fazer o contato com o médico responsável que libera ou não o encontro, levando em conta o quadro de saúde e pesando os riscos e benefícios. Após a autorização, a equipe do projeto entra em ação para combinar os detalhes e orientar sobre as condições que devem ser cumpridas para garantir a segurança da entrada dos pets. O processo, acompanhado por colaboradores capacitados, segue um protocolo e combinações com a família. “Existem alguns estudos que falam sobre o benefício psicológicos e fisiológicos das visitas dos animais de estimação para as pessoas hospitalizadas. No HSL, as experiências vêm sendo muito positivas. Temos inúmeros relatos das equipes médicas sobre casos em que a ação trouxe uma grande evolução assistencial nesses pacientes”, explica uma das coordenadoras da iniciativa, enfermeira Roberta Marco.
Entre os critérios para a visita dos animais estão a liberação do médico assistente, o cão deve ser saudável e com comportamento previsível, permanecer com focinheira e guia ou em compartimentos de transporte para acessar as dependências do hospital, deve ter vacinas em dia e atestado de médico veterinário e precisa ter tomado banho. É permitida a entrada de um cachorro por paciente nas áreas administrativas ou áreas externas do hospital.