Correio do Povo | Notícias | Condutor que atropelou ciclistas será indiciado por tentativa de homicídio duplamente qualificado

Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019

  • 01/03/2011
  • 11:37
  • Atualização: 14:26

Condutor que atropelou ciclistas será indiciado por tentativa de homicídio duplamente qualificado

Prisão preventiva já foi solicitada

  • Comentários
  • Mauren Xavier / Correio do Povo

O condutor que atropelou diversos ciclistas, na sexta-feira, em Porto Alegre, será indiciado por tentativa de homicídio doloso duplamente qualificado, por motivo fútil e redução de defesa das vítimas, segundo o titular da Delegacia de Trâsito, Gilberto Montenegro. A prisão preventiva de Ricardo Neis, 47 anos, já foi solicitada pela polícia e pelo Ministério Público

Montenegro explicou, em coletiva nesta terça-feira, que a Polícia Civil demorou para apresentar o pedido porque aguardava para ouvir os dois lados do caso e analisar os vídeos que registraram as imagens do acidente - segundo ele, fundamentais para embasar a solicitação. Outra questão que contribuiu para o pedido de prisão preventiva é o fato de Neis já ter antecedentes por agressão contra a ex-companheira, registrada na Delegacia da Mulher, entre 2009 e 2010. 

O titular da Delegacia de Trânsito ressaltou, no entanto, que a atitude do servidor do Banco Central foi uma reação, pois o motorista estaria se sentindo acuado, por isso fugiu. Na opinião de Montenegro, o fato do suspeito ter dito em depoimento que deveria ter ficado em casa no dia do atropelamento é uma prova da consciência do que ocorreu. 

O delegado destacou ainda que houve falta de cuidado dos organizadores do grupo de ciclistas ao realizar um evento nas ruas da Capital, sem comunicar a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) nem a Brigada Militar. De 15 a 20 pessoas já foram ouvidas, mas as investigações continuam. O filho de 15 anos do condutor também prestará depoimento como testemunha, acompanhado da mãe.

Histórico de multas

Além da acusação de atropelar o grupo de ciclistas, Ricardo José Neis possui três processos por ameaça e agressão física. No trânsito, seu histórico de multas incluí infração por excesso de velocidade, trânsito na calçada, na contramão, em marcha ré e por conversão proibida, segundo o Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul.

Veja as imagens do atropelamento

Em mapa, confira o local do atropelamento e leia mais notícias sobre o caso

Visualizar Ciclistas são atropelados por carro no bairro Cidade Baixa em um mapa maior

     Ouça o áudio: Montenegro diz que investigação continua