Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
22ºC
Amanhã
16º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

03/04/2012 12:19 - Atualizado em 03/04/2012 13:01

Senador Demóstenes Torres pede desligamento do DEM

Ofício foi encaminhado hoje ao presidente do partido

Senador Demóstenes Torres pede desligamento do DEM<br /><b>Crédito: </b> José Cruz / Agência Senado / CP
Senador Demóstenes Torres pede desligamento do DEM
Crédito: José Cruz / Agência Senado / CP
Senador Demóstenes Torres pede desligamento do DEM
Crédito: José Cruz / Agência Senado / CP

O ex-líder do Democratas (DEM) no Senado, Demóstenes Torres, pediu desligamento da legenda nesta terça-feira. O ofício foi encaminhado ao presidente do partido, José Agripino Maia. Com isso, Demóstenes permanece no Senado, só que sem partido. Assim, o processo de expulsão aberto nessa segunda-feira no DEM deixa de existir. As informações são das assessorias de imprensa de Agripino Maia e de Demóstenes Torres.

O senador aguarda o pedido de apuração protocolado na Mesa Diretora do Senado pelo PSOL. A legenda quer que o Conselho de Ética investigue as denúncias de ligação de Demóstenes com o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso por envolvimento com máquinas caça-níqueis em Goiás.

Gravações feitas pela Polícia Federal registraram solicitação de dinheiro a Cachoeira, feitas pelo senador e informações privilegiadas repassados por Demóstenes para o controlador do jogo ilegal em Goiás.

Demóstenes diz que houve prejulgamento

No ofício em que pede afastamento do partido, o senador Demóstenes Torres argumenta que discorda das afirmações de que tenha se desviado do programa partidário da legenda. “Diante do prejulgamento público que o partido fez, comunico minha desfiliação do Democratas”, disse.

Ao fazer as afirmações, Demóstenes cita declarações de Agripino à imprensa nessa segunda-feira de que seria inevitável instauração de processo para expulsão do senador goiano do partido. Agripino nega que tenha havido prejulgamento. Segundo ele, foi dado a Demóstenes prazo de uma semana para defesa. “ Coisa que ele nunca fez”, destacou o presidente da legenda.

Bookmark and Share

Fonte: Agência Brasil







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.