Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
14º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/12/2013 20:20 - Atualizado em 27/12/2013 20:43

Maioria dos uruguaios é contra legalização da maconha

Pesquisa mostrou que 66% dos cidadãos desaprovam nova lei

A lei foi promulgada esta semana pelo presidente José Mujica<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Rey Fernandez / AFP / CP
A lei foi promulgada esta semana pelo presidente José Mujica
Crédito: Ricardo Rey Fernandez / AFP / CP
A lei foi promulgada esta semana pelo presidente José Mujica
Crédito: Ricardo Rey Fernandez / AFP / CP

Pelo menos 66% dos uruguaios são contra a lei que legaliza a maconha no país, promulgada esta semana pelo presidente José Mujica, de acordo com uma pesquisa da Equipos Mori divulgada nesta sexta-feira. Apenas 24% dos entrevistados se declararam a favor da polêmica lei. Já 10% não opinaram ou não têm posição sobre o assunto, conforme a pesquisa realizada entre 2 e 10 de dezembro, quando o Senado aprovou a lei em definitivo.

Segundo a análise da Equipos Mori, “esse estado da opinião não responde a um momento conjuntural”, já que “o julgamento dos uruguaios sobre esse ponto foi majoritariamente negativo ao longo de todo o 2013”. Em abril de 2013, quando a lei ainda estava em discussão no Parlamento, 70% disseram ser contra a regulação. A desaprovação caiu para 59% em outubro, pouco antes da aprovação da lei na Câmara dos Deputados. Em dezembro, porém, a rejeição voltou a subir, desta vez para 66%.

A última enquete aponta que os jovens são os mais favoráveis à legalização da venda de maconha, com 43%. Como “jovens”, a pesquisa considerou a faixa entre 18 e 29 anos. Em relação ao nível socioeconômico, há mais apoio nas classes média e alta (40%) do que na média baixa (17%) e na baixa (19%).

O apoio mais significativo vem dos eleitores do governante da Frente Ampla, mas, mesmo nesse caso, eles não são maioria. Nesse grupo, 40% a apoiam, enquanto 48% são contra. Para essa pesquisa, foram entrevistadas 700 pessoas. A margem de erro é de 3,7% para mais ou para menos, considerando-se um intervalo de confiança de 95%. Apenas 24% dos entrevistados se declararam a favor da lei

Bookmark and Share

Fonte: AFP





» Tags:Uruguai Maconha


O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.