Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 12/01/2014
  • 15:01
  • Atualização: 15:07

Quadrilha que ataca bancos de forma pacífica age em Porto Alegre

Agência no Centro da Capital foi vítima desse tipo de furto

  • Comentários
  • Correio do Povo

Um novo tipo de ataque a banco registrado em todo o país, cometido por quadrilhas que não anunciam assaltos, mas distraem as vítimas e levam grandes quantias em dinheiro, chegou a Porto Alegre. Nessa modalidade, os ladrões entram em grupos nas agências bancárias e alguns conversam com funcionários e seguranças, exibindo boletos nas mãos e pedindo informações, entre outras distrações. Enquanto isso, outros cúmplices conseguem chegar às áreas internas e restritas do banco, furtando o dinheiro sobretudo no setor de tesouraria, gerências ou até nos próprios caixas.

Na quinta-feira passada, a agência do Santander na rua dos Andradas, no Centro do Porto Alegre, foi o alvo da técnica criminosa. Acionados, os agentes da Delegacia de Roubos a Bancos conseguiram capturar três dos seis suspeitos envolvidos. O trio foi preso em um hotel perto da Rodoviária. São dois homens oriundos de Minas Gerais e o terceiro, de Goiás. Houve a apreensão de cerca de R$ 3 mil, levados do banco, além de cinco celulares e um automóvel Gol com placas do Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Polícia Civil (PC), a quadrilha vinha sendo investigada e monitorada. Os policiais se dizem surpresos com o modo discreto, rápido e eficaz de ação dos bandidos. Em agosto de 2013, em Santa Rosa, a mesma quadrilha teve êxito no furto ao Bradesco, enquanto no Banco do Brasil ocorreu apenas uma tentativa. A onda desse tipo de ataque tem se intensificado em todo o país desde 2010. Vários casos já foram registrados em Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Bahia e São Paulo, entre outros estados.

Bookmark and Share


TAGS » Bancos, Polícia