Correio do Povo

Porto Alegre, 3 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Tragédia Santa Maria

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/01/2014 10:33 - Atualizado em 27/01/2014 10:55


Pais penduram balões brancos em frente ao MP para simbolizar mortos na Kiss

Grupo de 150 pessoas caminhou da frente da boate até a sede do Ministério Publico de Santa Maria

Pais penduraram balões brancos para representar as vítimas
Crédito: Tarsila Pereira

Depois de cerca de meia-hora de caminhada, o grupo de pais de vítimas da tragédia na Kiss chegou à sede do Ministério Publico (MP) de Santa Maria. Lá, eles penduraram balões brancos para simbolizar os 242 mortos no incêndio na boate, que completa um ano nesta segunda-feira. O movimento tinha como objetivo mostrar a insatisfação com o MP pelo nome do prefeito do município, Cezar Schirmer, não ter sido incluído no processo do incêndio da casa noturna.

Cerca de 150 pessoas participaram da caminhada, que começou na frente do local em que funcionava a boate. Durante o trajeto, o grupo parou no Centro da cidade, onde todos sentaram ao chão em frente à Praça Saldanha Marinho, que fica próxima ao gabinete do prefeito Cezar Schirmer. Eles não foram recebidos por nenhum representante do MP.

Vigília

Durante a madrugada, uma vigília foi feita frente à boate Kiss, na Rua dos Andradas. No horário em que o fogo começou, foram colocadas 242 velas – 115 rosas, representando as meninas, e 127 brancas, simbolizando os meninos. 

Na noite desse domingo, as silhuetas de 242 pessoas foram pintadas no asfalto em frente à fachada da boate. Uma faixa contra a impunidade foi pendurada no prédio pedindo a punição dos culpados pela tragédia – o número de indiciados podem aumentar, conforme a Polícia Civil.

*Com informações do repórter Danton Júnior

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.