Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 11/02/2014
  • 08:48
  • Atualização: 11:14

Fotógrafos e cinegrafistas fazem protesto em delegacia no Rio

Justiça decreta prisão de suspeito de acender rojão que matou funcionário da Band

  • Comentários
  • Agência Brasil

Fotógrafos e cinegrafistas fizeram na manhã desta terça mais um ato de protesto contra a morte do repórter cinematográfico Santiago Andrade, da TV Bandeirantes, atingido por um artefato explosivo durante manifestação no centro do Rio, na última quinta. Os jornalistas posicionaram suas câmeras no chão em frente à Delegacia de São Cristóvão, que investiga a morte de Andrade, e fizeram uma oração.

A imprensa está de plantão no local já que existe a expectativa da prisão do suspeito de acender e posicionar no chão o artefato que disparou e explodiu em Santiago Andrade. Um mandado de prisão temporária, válido por 30 dias, foi expedido ontem pela Justiça fluminense. Um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito também foi expedido.


Bookmark and Share