Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 20/02/2014
  • 21:16
  • Atualização: 21:27

Protesto depreda agência do Banrisul na área central de Porto Alegre

Tropa de choque precisou intervir para evitar derrubada de portão em terminal desativado de ônibus

Tropa de choque precisou intervir para evitar derrubada de portão  | Foto: Fabiano do Amaral / CP

Tropa de choque precisou intervir para evitar derrubada de portão | Foto: Fabiano do Amaral / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Cerca de 500 manifestantes convocados pelo Bloco de Lutas pelo Transporte Público fizeram caminhada pelas ruas centrais de Porto Alegre, na noite desta quinta-feira. Eles se concentrarem no Largo Glênio Peres, em um ato contra o gerenciamento da Copa de 2014 pelo governo federal, com investimento público massivo. Perto das 21h, o grupo começou a se dispersar, no bairro Cidade Baixa. Antes, porém, depredou a fachada de uma agência do Banrisul e causou estragos no portão de terminal de ônibus da avenida Bento Gonçalves.

O movimento, que também é contrário a um reajuste de passagem e exige o passe livre para desempregados e estudantes de baixa renda, chegou às 20h30min em frente a uma garagem desativada da empresa VAP, que pertence ao consórcio Unibus. O suposto alvo do ataque foi o ex-presidente do Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa), Ênio dos Reis, que dirige a concessionária. A Tropa de Choque da Brigada Militar conteve os manifestantes, que se dispersaram e retornaram à Ipiranga.

Em seguida, perto das 20h50min, um grupo destruiu a agência do Banrisul com pedras e pedaços de pau, no cruzamento entre a João Pessoa e a Sebastião Leão. O local já havia sido depredado em pelo menos duas manifestações no ano passado. Às 20h55min, os manifestantes seguiram até a Venâncio Aires e o grupo começou a dispersar nas proximidades da Lima e Silva.

Com informações de Luiz Sérgio Dibe e Cristiano Soares.


Veja como foi a manifestação:



Bookmark and Share