Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
20ºC
Amanhã
18º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

06/03/2014 10:20 - Atualizado em 06/03/2014 10:34

Confrontos na Ucrânia deixam 100 mortos e 14 feridos, diz governo

Balanço é referente às manifestações ocorridas Centro de Kiev em fevereiro

Confrontos na Ucrânia deixam 100 mortos e 14 feridos<br /><b>Crédito: </b> Bulent Kilic / AFP / CP
Confrontos na Ucrânia deixam 100 mortos e 14 feridos
Crédito: Bulent Kilic / AFP / CP
Confrontos na Ucrânia deixam 100 mortos e 14 feridos
Crédito: Bulent Kilic / AFP / CP

Os violentos confrontos registrados entre os dias 18 e 20 de fevereiro no Centro de Kiev já registram 100 mortos e 14 feridos que permanecem em estados grave, informou nesta quinta-feira o Ministério da Saúde da Ucrânia. De acordo com o balanço, a maioria dos manifestantes mortos no dia 20 de fevereiro foi vítima de disparos de franco-atiradores, fixados em edifícios em torno da Praça da Independência, centro dos protestos contra o presidente Viktor Ianukóvitch.

O procurador-geral interino da Ucrânia, Oleg Makhnitski, disse nessa quarta-feira que pelo menos um franco-atirador disparou do topo do edifício do Banco Nacional do país, na Rua Institutskaia. A Procuradoria investiga relatos de que havia franco-atiradores no Hotel Ucrânia e no edifício da Rua Bankovaia.

Segundo Makhnitski, as autoridades determinaram a abertura de um processo judicial contra o chefe de um destacamento das forças especiais do Ministério do Interior na Crimeia, Serguei Avaliuk, identificado como um dos franco-atiradores.

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.