Correio do Povo

Porto Alegre, 25 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
11ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

23/03/2014 13:31

Joaquim Barbosa volta a descartar candidatura à presidência da República

Presidente do STF disse que não se emocionou ainda com a ideia de se lançar na política

Joaquim Barbosa volta a descartar candidatura <br /><b>Crédito: </b> Felippe Sampaio / STF / CP
Joaquim Barbosa volta a descartar candidatura
Crédito: Felippe Sampaio / STF / CP
Joaquim Barbosa volta a descartar candidatura
Crédito: Felippe Sampaio / STF / CP

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, voltou a descartar a possibilidade de se candidatar à presidência da República nas eleições de outubro. "Eu disse em uma entrevista recente que não descartava a hipótese de um dia me lançar na vida política. Mas não para essas eleições de 2014", disse Barbosa em entrevista ao jornalista Roberto D'Avila, exibida pela GloboNews.

"Recebo inúmeras manifestações de carinho, pedidos de cidadãos comuns para que me lance nessa briga, mas não me emocionei com a ideia ainda", reforçou. O presidente do STF disse que pretende permanecer no cargo até novembro, período de seu mandato.

Questionado se não adota uma postura muito dura, Barbosa afirmou que isso é necessário. "O Brasil é o País dos conchavos, do tapinha nas costas, o País onde tudo se resolve na base da amizade, e eu não suporto nada disso. Às vezes eu sou duro para mostrar que isso não faz o menor sentido em uma grande democracia como é a nossa", disse.

A popularidade de Barbosa cresceu após o julgamento do mensalão, mas, apesar das condenações, o ministro questionou o combate à corrupção apenas por meio da repressão.

"Nós ainda não encontramos a forma correta e eficaz de combater o problema. Talvez estejamos adotando o método errado," afirmou na entrevista transmitida na madrugada deste domingo. "Talvez medidas preventivas drásticas, que doam no bolso, na carreira e no futuro dessas pessoas que praticam a corrupção sejam mais eficazes." A entrevista foi concedida há dois dias.

Bookmark and Share



Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.