Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 05/04/2014
  • 21:42
  • Atualização: 23:25

Moradores do Norte do Chile por atraso em ajuda após terremoto

Fornecimento de energia ainda não foi totalmente restabelecido após tremores

Moradores do Norte do Chile por atraso em ajuda após terremoto | Foto: AFP / CP

Moradores do Norte do Chile por atraso em ajuda após terremoto | Foto: AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Um grupo de moradores de Iquique, cidade mais afetada pelo terremoto de terça-feira e suas réplicas, protestou neste sábado pela demora na chegada da ajuda. As pessoas afetadas nas zonas mais altas de Iquique, de cerca de 180 mil habitantes, bloquearam ruas com barricadas e queimaram pneus para denunciar o "abandono" da região pelas autoridades depois dos tremores, informou a imprensa local.

Um terremoto de magnitude 8,2 na escala Richter, e uma réplica de 7,6 sacudiram na terça e na quarta-feira esta cidade do norte do Chile, localizada cerca de 1,8 mil quilômetros ao Norte de Santiago, afetando o abastecimento de água e luz, restabelecidos apenas parcialmente. "Estamos desamparados. Do alto, olhamos para Iquique e vemos que já têm luz e nós, nada", indicou para o site do jornal El Mercurio Juana Mamani.

Na sexta-feira, um grupo de cerca de 500 pessoas protestou apara denunciar a lentidão na chegada de ajuda. O fornecimento de energia foi restabelecido em 85% da região de Tarapacá (Iquique), segundo o ministro da Energia, Máximo Pacheco. "Se nada acontecer (uma nova réplica), acredito que estamos a poucos dias de alcançar 100%" dos serviços básicos, disse Pacheco.

No entanto, o ministro da Defesa, que junto com o do Interior estão mobilizados na zona de catástrofe, garantiu que estão chegando as primeiras barracas para os desabrigados.

Bookmark and Share


TAGS » Terremoto, Chile