Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 23/04/2014
  • 12:14
  • Atualização: 12:53

Não é preciso mexer na produção para manter Bioma Pampa, diz ministra

Área de preservação deve aumentar de 2% para 10% no Estado

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Durante a abertura do Seminário Internacional Bioma Pampa, que acontece no Assembleia Legislativa entre esta quarta e a quinta-feira, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que não é preciso retirar qualquer tipo de produção do interior do Estado para a preservação do Bioma Pampa.

De acordo com a ministra, existem estudos avaliando o aumento de 2% para 10% a área de conservação e a previsão é de que ainda este ano estejam concluídos os estudos para que se possa efetivamente ampliar esse percentual.

Os contratos de financiamento devem ser assinados até outubro. São R$ 33 milhões já firmados com instituições internacionais para a conservação do Bioma Pampa, da Caatiga e do Pantanal.

Bioma Pampa

O território brasileiro é dividido em seis Biomas que fazem parte da biodiversidade do país: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica e Pampa. O Bioma Pampa, também conhecido como Campos do Sul ou Campos Sulinos, ocupa uma área de 176,5 mil Km², cerca de 2% do território nacional. No Brasil, o Pampa está presente do estado do Rio Grande do Sul e ocupa 63% do território gaúcho e também territórios da Argentina e do Uruguai.

Bookmark and Share


TAGS » Meio Ambiente, Geral