Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 15/05/2014
  • 21:45
  • Atualização: 21:59

Temporal de granizo alaga Centro e destelha casas em Bento Gonçalves

Região Metropolitana também foi atingida, com 300 residências danificadas em Cachoeirinha

Temporal de granizo alaga Centro e destelha casas em Bento Gonçalves | Foto: Luiz Alberto Marcon/Leouve/CP

Temporal de granizo alaga Centro e destelha casas em Bento Gonçalves | Foto: Luiz Alberto Marcon/Leouve/CP

  • Comentários
  • Samantha Klein / Rádio Guaíba

O temporal que avançou sobre o Rio Grande do Sul, na noite desta quinta-feira, causou danos e transtornos em Bento Gonçalves, na Serra. A cidade foi atingida por chuva forte, granizo e rajadas de vento, o que provocou danos a telhados e deixou o Centro da cidade alagado.

De acordo com o Corpo de Bombeiros local, ao menos 60 chamados foram registrados por conta de danos em ruas e residências. Algumas árvores caíram e houve danos na rede elétrica, mas ninguém se feriu.

Apesar do temporal ter atingido praticamente todos os pontos da cidade, os bairros Licorsul, Cohab, Juventude, São João, São Roque, São Francisco e Progresso foram os mais afetados. Lonas foras distribuídas a mais de 20 famílias que tiveram os tetos das casas danificados.

Destruição na Região Metropolitana


Informações preliminares da Defesa Civil de Cachoeirinha, na Região Metropolitana, dão conta de cerca de 300 casas destelhadas em função da chuva de granizo do fim da tarde desta quinta-feira. Os bairros Bethânia, Canarinho e União foram os mais atingidos pelo temporal, que durou menos de meia hora. Segundo o coordenador da Defesa Civil no município, Fernando Kern, os moradores prejudicados já recebem lonas para cobrir os estragos em telhados. “Possivelmente há desalojados que vão para a casa de familiares. Ainda não vamos abrigar a população. Por enquanto, não tivemos problemas com alagamento”, ressaltou.

Ainda na região Metropolitana, Canoas também teve registro de granizo e chuva forte. Alguns moradores tiveram as moradias alagadas nos bairros Harmonia e Mathias Velho. As famílias pediram auxílio à Defesa Civil com mantimentos e telhas, mas ninguém saiu de casa até agora. “Foi muita chuva em tão pouco tempo, mas há vazão para água. As bocas de lobo não aguentaram, vamos acionar a Prefeitura para verificar os bueiros”, ressaltou o coordenador da Defesa Civil, Rodolfo Pacheco.

A Capital também registrou transtornos em função da tempestade registrada no começo da noite. Houve acúmulo de água e sinaleiras desligadas em diversos pontos da cidade, o que agravou os congestionamentos.

Municípios do Interior também registraram chuva forte. Em Rio Pardo, houve temporal com chuva de 25mm em uma hora e vento de 97 km/h na estação do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Em Encantado, houve precipitação de granizo no fim da tarde.

Bookmark and Share