Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
17º 26º


Faça sua Busca


Notícias > Economia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

23/05/2014 16:56 - Atualizado em 23/05/2014 17:09

IBGE diz que manterá divulgação do PIB mesmo com greve

Instituto não se manifestou oficialmente sobre a paralisação, mas afirma que divulgações previstas para os próximos dias estão mantidas

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou nesta sexta-feira que o calendário de divulgações de indicadores apurados pelo órgão será mantido, apesar da expectativa de greve no órgão a partir de segunda-feira. De acordo com o Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Fundações Públicas Federais de Geografia e Estatísticas (ASSIBGE-SN), as assembleias regionais já aprovaram a convocação de paralisação em 12 das 32 unidades no país.

Por enquanto, a greve está confirmada no Distrito Federal e em mais 10 Estados: Rio de Janeiro, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Paraíba, Alagoas, Rio Grande do Norte, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. Novas assembleias regionais serão realizadas até a próxima terça-feira, para mobilizar e votar a adesão de servidores ao movimento grevista nas demais unidades.

O IBGE não se manifesta oficialmente sobre a paralisação, mas comunicou que as divulgações previstas para os próximos dias estão mantidas. Entre elas, as Contas Nacionais Trimestrais do primeiro trimestre de 2014, que mostrarão os resultados do PIB para o período, na próxima sexta-feira, dia 30.

Segundo Ana Magni, diretora da Executiva Nacional do ASSIBGE, os dados do PIB brasileiro no primeiro trimestre já estão praticamente prontos para divulgação, portanto não é possível afirmar que o anúncio do indicador possa ser prejudicado pela greve. "Risco existe (de a greve atrapalhar a divulgação do PIB), mas esse é um dado que já está praticamente pronto", considerou Ana.

O sindicato afirma que a próxima divulgação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) será assegurada pelos próprios grevistas, mas o andamento das outras pesquisas do órgão pode ser afetado pela paralisação. "Não sabemos se a greve vai ter impacto na divulgação das próximas pesquisas. Vai depender da mobilização dos funcionários, do alcance da mobilização, da disposição do governo de nos chamar para conversar e negociar. Vamos avaliar na próxima semana", contou Ana.

Em 2012, uma greve de servidores do IBGE prejudicou por alguns meses a divulgação da taxa de desemprego apurada pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME), que abrange as seis principais regiões metropolitanas do País. A análise dos dados de Salvador e do Rio de Janeiro não ficou pronta a tempo de cumprir o calendário da pesquisa, por conta da paralisação dos trabalhos.

Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.