Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
16º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

04/06/2014 14:46 - Atualizado em 04/06/2014 15:01

Municipários decidem manter greve em Porto Alegre

Paralisação atinge coleta de lixo, saúde, educação e os telefones 156 e 118, entre outros serviços

Os municipários de Porto Alegre decidiram em assembleia realizada no fim da manhã desta quarta-feira, no Largo Zumbi dos Palmares, rejeitar a proposta de reposição inflacionária de 6,28% em uma parcela e manter a greve que está no terceiro dia. Os trabalhadores pedem aumento de 20%, reajuste do vale refeição, além de outros benefícios.

• Greve dos municipários prejudica coleta de lixo em Porto Alegre

• Assembleia discute indicativo de greve dos municipários em Porto Alegre
• Greve dos municipários deve afetar diversos serviços na Capital
• Municipários antecipam assembleia para discutir fim da greve
• Segundo dia da greve dos municipários compromete coleta de lixo em Porto Alegre

A educação, a saúde e o recolhimento de lixo são os setores mais afetados pela greve. No caso da coleta de lixo, a Prefeitura admite prejuízo em 30% no serviço. Apesar disso, o município entende que ainda é baixa a adesão ao movimento e apontou nenhuma atividade parou na totalidade.

Na rede pública de ensino também há falta de servidores e 27 das 96 escolas suspenderam completamente as atividades curriculares. Na área da saúde, poucos trabalhadores cruzaram os braços nos postos dos bairros Glória, Cruzeiro, Cristal e Centro. Nas UBS Passo das Pedras e São Cristóvão, na zona Norte, houve redução no atendimento, mas seguem funcionando as consultas agendadas e de demanda imediata.

O telefone Fala Porto Alegre (156) e o número de atendimento da Empresa Pública de Transporte e Circulação (118) também foram afetados pela greve. A orientação, em caso de acidente de trânsito, é de que a Brigada Militar seja contatada, pelo telefone 190, para que o órgão de trânsito seja chamado.

Já o Sindicato dos Municipários sustenta que é de quase 100% a adesão à greve dos municipários na rede municipal de ensino. O Conselho Tutelar passou a integrar o movimento no segundo dia de greve. Já as atividades na Secretaria de Governança estão paradas, assim como diversas unidades de saúde. Serviços realizados pela Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc), Departamento Municipal de Habitação (Demhab), DMLU e Dmae também foram afetados pela paralisação. As demais secretarias e departamentos seguem operando normalmente, segundo a Prefeitura.

Bookmark and Share

Fonte: Gabriel Jacobsen/Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.