Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
9ºC
Amanhã
16º 27º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Transporte Público

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

09/06/2014 19:23 - Atualizado em 09/06/2014 19:26

Antineblina do Salgado Filho deve ser liberado três dias antes do 1º jogo da Copa

Anac informou que pilotos de todas as companhias aéreas já receberam treinamento para utilizar o ILS 2

Depois de mais três horas de fechamento do Aeroporto Salgado Filho, na manhã desta segunda-feira, em função da neblina, a Secretaria de Aviação Civil informou que trabalha com o prazo de liberação do equipamento ILS 2 até a próxima quinta-feira. Essa é a segunda mudança consecutiva na data para o início do funcionamento do aparelho antineblina. O primeiro jogo da Copa ocorre no próximo domingo, entre França e Honduras, às 16h, no estádio Beira-Rio.

Sistema antineblina deve ser liberado uma semana antes da Copa
Anac aprova equipamento antineblina no Salgado Filho
Início da operação de sistema antineblina no Salgado Filho segue incerto
Equipamento antineblina do Salgado Filho deve entrar em operação na próxima terça

A equipe técnica da Secretaria ligada à Presidência da República vai se reunir com a diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), nesta terça-feira, para homologar o equipamento antineblina e permitir o funcionamento na pista do terminal. Os novos mapas e cartas de navegação também dependem da publicação do relatório técnico da Anac. Além disso, o aval também precisa ser publicado no Diário Oficial da União.

Após a liberação da Anac, a homologação do aparelho, que deve reduzir em 30% os problemas com a cerração, precisa ser publicada no Diário Oficial da União. Conforme a Agência, os pilotos de todas as companhias aéreas receberam treinamento para utilizar o ILS 2.

Relembre

Nos últimos dois anos, o Salgado Filho ficou fechado para pousos e decolagens por mais de 200 horas. Somente em 2013, foram 120 horas de terminal inoperante. Com a nova “antena” na cabeceira da pista, é possível partir ou aterrissar com 350 metros de visibilidade horizontal e 30 metros de visão vertical. Hoje, a visibilidade precisa ser de 800 metros e o teto, de 60.

Bookmark and Share

Fonte: Samantha Klein/Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.